Home    |   Quem Somos   |   Como Comprar   |   Segurança   |   Entrega   |   Trocas e Devoluções     Depoimentos   |    Fale Conosco

Pranchas de Surf

Prancha de Surf 5.8 Softboard
Prancha de Surf 7.6 Softboard
Prancha de Surf 9.1 Softboard
Acessórios de Surf

Pranchas Stand Up SUP

Prancha SUP 10.0 Softboard
 

   

   

   

             

 


 
dicas de surf

Guia Básico do Surf


Você está doido para aprender a surfar, mas não sabe por onde começar? A Softboard Brasil dá as dicas que você vai precisar:


Prancha: a prancha é o principal equipamento, porque ela é o elo entre o surfista e o mar. É importante que ela esteja adaptada ao seu tamanho e suas características físicas, porque isto vai facilitar muito o seu aprendizado. As Pranchas ideais para se aprender a surfar são as pranchas softboard pois elas garantem maior flutuação e estabilidade facilitando muito o aprendizado.

prancha surf 5.8 infantil    prancha surf funboard   

Leash/Strep: é a famosa cordinha, geralmente amarrada ao calcanhar do surfista por um velcro, que prende ele a prancha. Verifique sempre se o seu leash está bem preso, pois caso ele se solte você terá muito trabalho para pegar a prancha novamente.
 

leash surf strep


Parafina: é uma barrinha feita do mesmo material da vela, que é passada na parte de cima da prancha, no lugar onde você posiciona os pés. Ela vai servir para dar aderência aos seus pés e te firmar em cima da prancha durante a onda.  Recomenda-se usar nas prancha softboard parafina pra água morna ou fria pois são parafinas mais macias.

parafina surf

 

Deck: o deck é um substituto para a parafina. É um adesivo emborrachado anti-derrapante, que você cola nos locais onde posiciona os pés na prancha. O mais usado é o deck traseiro, que vai na rabeta da prancha. As pranchas Softboard Brasil já vão com deck instalado, sendo necessario somente aplicar parafina na parte da frente da prancha.

Neoprene: é a roupa de borracha utilizada principalmente no inverno ou em mares frios. Se a temperatura estiver mais amena, você utiliza o short (modelo de neoprane que vai até a altura dos joelhos, e pode ser de manda longa, cavada ou curta). Já se a temperatura estiver “congelante”, o indicado é usar uma long jonh (modelo de neoprene que cobre praticamente todo o corpo, deixando apenas pés, mãos e cabeça de fora), de preferência impermeável.

Lycra: no verão, você não vai agüentar o calor dentro do seu long/short. Então caia na água com uma camiseta de lycra e um boardshort. 

deckneoprenelycra

Deck                                                                  Neoprene                                                      Lycra

 

CONHECENDO AS ONDAS


Tudo que você faz sobre a prancha é ligado ao tipo de onda em que está surfando. Pessoas que não surfam constantemente dificilmente entendem que as ondas podem variar em tamanho e forma, de uma praia para outra em um mesmo dia. Normalmente isto ocorre, pois as pessoas não entendem as variáveis envolvidas - vento e direção da ondulação (swell), marés, formato do fundo. São tantas variáveis que saber aonde ir na hora certa se torna tão difícil quanto ficar em pé na prancha de surf. Um estudo do tempo em relação as condições do mar pode ser útil, principalmente se lhe proporcionar o conhecimento de estar no local certo e na hora certa para uma sessão de surf.

 

TIPOS DE ONDAS

ONDAS CAVADAS (Tubular)- Imprópria para iniciantes. Estas são as ondas mais procuradas por surfistas experientes por proporcionar o "tubo" manobra em que o surfista fica dentro da onda e também por serem ondas mais rápidas.
 

Onda tubular para o surf



ONDAS CHEIAS / GORDAS - Estas são ondas que quebram devagar e com pouca força. São boas para iniciantes por desenvolverem equilíbrio e estabilidade na hora da subida e de viradas sobre a prancha.


Onda cheia para o Surf

TIPOS DE FUNDO / PRAIA


Um dos itens mais fundamentais para a prática do surf é a composição dos fundos do mar. Eles influenciam na qualidade da formação das ondas e o conhecimento deles por parte dos surfistas garante um melhor desempenho nas manobras e pode evitar muitos acidentes. Existem os fundos de areia, de pedra e os recifes de coral, sendo que cada um é encontrado em regiões específicas do Brasil e do mundo.

Fundo de Areia - É formado por bancos de areia que se modificam de acordo com as correntes e ventos. São cercados por valas, que ajudam ou não na boa formação das ondas, quando estas estão com pouca força. Essas valas são buracos ou correntes onde a água empurrada pelas ondulações para a praia, retorna ao oceano, ficando entre dois bancos de areia.

Elas são excelentes para os surfistas, pois os ajuda a chegarem com mais facilidade no fundo, porém são prejudiciais aos banhistas, causando inúmeros afogamentos devido a sua força. Podem ser encontrados na Barra da Tijuca (RJ), Hossegor (França) e Puerto Escondido (México), entre outros.


Fundo de Pedra - Surgem perto de encostas que se originam no mar. São fundos constantes que dependem exclusivamente de uma boa ondulação, vinda na direção certa. Em certos lugares, mesmo longe das encostas, existem acúmulos de pedras no meio das praias que também fazem ondas de boa formação. Podem ser encontrados em Rincon Point (Califórnia) e na praia da Silveira (SC).

Recifes de Coral - Este tipo de fundo pode ser classificado de duas formas: os que se formam longe das praias e o que se forma a partir da praia. Nos recifes de corais que se formam longe das praias, as ondulações encontram paredes de recifes, fazendo com que as ondas quebrem longe da praia e acabem nos canais (valas). Elas dependem de um conjunto de fatores para que se tornem realmente boas. Picos como Pipeline (Havaí) e Serrambi (PE) são exemplos desse tipo de formação.

Já o fundo de coral que se forma a partir da praia ou de fundos muito rasos, formando pequenas ilhotas, que pela proximidade entre um arquipélago e outro, qualquer tipo de ondulação e vento proporciona ondas em picos que muitas vezes só podem ser alcançadas por barcos. A atenção deve ser redobrada com a variação das marés, pois, em caso dela baixar, pois quando expostos, os corais que são muito afiados ficam perigosos podendo causar graves ferimentos.
 

 

CAINDO COM SEGURANÇA:



Quando se está aprendendo a surfar, é fundamental saber cair da prancha e como se portar debaixo da água.
Surfista iniciante tem que enfrentar muitas dificuldades até atingir um nível mínimo de conhecimento para praticar o esporte tranqüilamente.Para amenizar os problemas desta fase de aprendizagem preste atenção nos seguintes toques:



• Analise o mar calmamente antes de enfrentá-lo. Se você achar que não está preparado não se arrisque. Sua hora ainda vai chegar.


• Ao cair procure proteger a cabeça usando a mão e os braços. Pancadas nessa região do corpo são extremamente perigosas.


• Respire antes de ser sugado para o fundo e mantenha a calma. Os caldos são mais apavorantes do que extensos.


• Relaxe o corpo, para que o seu oxigênio não seja desperdiçado de forma desnecessária. Os caldos costumam ser mais apavorantes do que longos.


• Durante a queda tente ficar o mais longe da prancha possível. Ela é responsável por grande parte dos acidentes.


• Quando estiver retornando à superfície lembre-se de proteger a cabeça novamente.


• Sempre mantenha a calma.

 

 

 

 


 

 

 
 

  Institucional

- Quem Somos
- Política de Privacidade
 
 

  Dicas e Artigos

- Como Escolher a Prancha de Surf
- Vantagens das Pranchas Softboards
- Como Instalar as Quilhas
-
Guia Básico do Surf
- Guia Básico de Stand Up Paddle (SUP)
- Perguntas Frequentes
- Depoimentos
- Links de Surf
 

  Loja Virtual

- Como Comprar
- Segurança
- Entrega
- Trocas e Devoluções
 

 

 

Atendimento  ao Cliente

softboardbrasil@gmail.com
(51) 3507-1314 / (51) 99926-3030  

Seg. à Sex.: das 09:30 às 20:00h Sábados:      das 09:00 às 13:00h

Softboard Brasil                        CNPJ: 12.122.082/0001-26 
Depósito 01: Esteio/RS
Depósito 02: Florianópolis/SC

 

 

 

       

 

 

 

 

Softboard Brasil Pranchas de Surf p/ Iniciantes